30 de set de 2010

Reunião criativa e informal


.


Tem dias que no lugar do jantar organizo um vasto antipasto (no Brasil é a entrada, servida antes do jantar). A entrada geralmente é leve, para não comprometer o apetite para o prato principal. Porém a idéia aqui é fazer uma entrada variada e gulosa, por isso não precisamos economizar na quantidade nem na composição dos ingredientes. Esta pode ser também uma boa opção para uma reunião informal com os amigos; boa companhia, uma boa conversa, um aperitivo leve, música ambiente.

Prepare duas mesas com toalhas lisas e coloridas - acho a toalha branca muito apagada e sem vida, além do mais é uma reunião informal não é necessário estar preso à regras e etiquetas. As toalhas não precisam necessariamente ser da mesma cor, mas devem combinar entre si e com o ambiente. Na mesa principal vão ficar os antipastos (entradas), pratos, talheres e guardanapos; na outra, as bebidas e os copos.

Eis algumas idéias:

- Fatias de presunto de parma e pecorino toscano

- Parmigiano em pedaços com geléia ou mel

- Tomate seco e mozzarellina

- Bruschetta al pomodoro
(fatias de pão com tomate em pedaços pequenos temperados com azeite, orégano e sal)

- Crostini de linguiça e philadelfia:
Linguiça fresca sem pele e philadelfia misturadas com um garfo e espalhados sobre fatias de pão, levadar ao forno médio por alguns minutos. Servir quente.




- Canapé de presunto e champignon
( passar no pão de forma um pouco de maionese e por cima colocar uma fatia de presunto e champignon cortados ao meio, finalizar com salsinha picada. Cortar em 2 pedaços em forma de triangulo)



- Canapé light
(rechear o pão de forma com fatias finas de tomate, distribuir a rucula e finalizar com uma fatia de queijo minas).

- Parmigiana fria
(Ótima para os dias quentes de verão! Basta cortar a berinjela com a casca em fatias normais - nem fina nem grossa - coloque no forno em com um fio de azeite e sal à gosto em temperatura alta por breve periodo. Ainda quente monte em forma de lasanha alternando as camadas da seguinte forma: berinjela, uma fatia fina de tomate, uma fatia de mozzarella ou queijo minas e presunto. Finalizar com uma pitada de orégano. Servir fria.)



Na Itália é obrigatório o docinho para adocicar a vida! Um Cheese cake, um pavê, uma deliciosa mousse ou trufas de licor. O importante é não esquecer de levar em consideração o gosto dos convidados.
Ahhh, depois da refeição ofereça um cafézinho aos amigos.

Buon appetito. :)

.

20 de set de 2010

Pizza in casa!

.


Esta é para minha prima Aline, que pediu a receita ao saber que ontem receberiamos uns amigos em casa para comer uma pizza.

A pizza é um alimento completo; carboidrato da massa, proteina do queijo e vitaminas do tomate. O segredo de uma boa pizza está na simplicidade de uma massa bem descansada e bem cozida. Trabalhando bem a massa você vai poder surpreender seus amigos e parentes com uma pizza saborosa e de qualidade!

A altura da pizza vai depender do gosto de cada um. Eu, particularmente prefiro a massa fina pois é mais leve. Fazer a massa alta requer cuidados, pois corre-se o risco da massa ficar pesada e dificultar a digestão. Antes da receita, vamos às dicas:

1- a água deve ser potável, não aquela da torneira;
2- o fermento específico para pizza deve ser fresco e o mais claro possível. Muitas receitas usam também o fermento de cerveja.
2.1- a água para dissolver o fermento deve ser morna, não fervida; é importante para obter melhor resultado durante o descanso da massa;
3- a mozzarella na Itália é branca e sem sal, não amarela e salgada como no Brasil. Por isso é importante prestar atenção na quantidade de sal usada.
3.1- a mozzarella não é usada em fatias mas tipo moida (passada na parte mais larga do ralador por exemplo);
4- a massa pode ser trabalhada em uma vasilha ou na mesa, porém é melhor se for de mármore.

5- para que a borda fique mais alta, não coloque os ingredientes na beirada da pizza.


Ingredientes para 3 pessoas:

- 500 gr de farinha
- 250 gr de água
- 30 gr de azeite extra virgem (4 ou 5 colheres de sopa)
- 30 gr de fermento fresco
- 1 colher de café de sal



Mãos à obra:

Dissolver o fermento na água morna junto com o azeite e o sal. Distribuir a farinha na mesa em forma de fonte (com buraco no meio), despejar a água com o fermento aos poucos no meio da fonte e ir misturando. Sovar bem até a massa desgrudar das mãos, ficar lisa e homogênea. Este processo pode durar de 15 a 30 minutos, mas vai deixar a pizza macia por dentro e crocante por fora. Cubra com um pano limpo e deixe repousar (crescer) por 2 - 3 horas.

Agora é hora de estender a massa. Divida em 2 ou 3 partes iguais, depende do tamanho desejado. Na mesa enfarinhada estenda as partes uma a uma com a palma da mão para obter a forma desejada (redonda, quadrada, retangular), se preciso pode usar rolo de macarrão. Pois bem, estamos prontos para completar a nossa pizza, basta cobrir com molho de tomate (sem pedaços) e um fio de azeite.

Pré-aqueça o forno alto (temperatura máxima) por 15 minutos e então leve uma assadeira de cada vez ao forno bem quente por 5 minutos apenas para pré assar. Em seguida retire a assadeira do forno e cubra com o recheio de sua preferência; tomando cuidado para não colocar os ingredientes na beirada. Leve novamente ao forno e deixe até derreter a mozzarella.

Video receita:


O video que coloquei abaixo é italiano mas mostra passo a passo como fazer a pizza na vasilha com a mesma quantidade de ingredientes; meu marido e eu fazemos na mesa. A vocês a escolha!






http://www.youtube.com/watch?v=fviCnv5Do-4

Exercitando se aprende:

Esta é a receita base para pizza, algumas receitas colocam uma pitada de açúcar; mas meu conselho é experimentar pequenas variações nos ingredientes e no tempo de repouso ou cozimento da massa até conseguir um resultado que agrade.

Forno à lenha:

A pizza feita no forno à lenha tem um sabor único, mas podemos obter bons resultados até mesmo no forno de casa ou naqueles fornos de pizza elétricos. O que precisamos é ter habilidade caso a pizza seja feita no forno à lenha para estende-la bem, recolher na pá e colocá-la no forno. Pode ser que nas primeiras vezes ao tentar recolher a pizza com a pá para colocá-la no forno ela enrole, derrube os ingredientes ou queime as beradas.


Enfornar a pizza:
Coloque a pá na borda da pizza e com movimentos rápidos empurre-a para a frente tentando colocar toda a pizza sobre a pá e enfim com um movimento rápido retire a pá deixando a pizza no forno. Não é fácil no inicio, mas não desanimem! Uma dica é colocar a base da pizza emcima da pá enfarinhada e colocar os ingredientes com a massa na lâmina (pá) assim você não corre o risco de desfazê-la ou estragar todo o trabalho.


Algumas pizzas:

Além da clássica e irresistível Margherita, nascida do casamento perfeito entre o molho de tomate e a mozzarella; vejam outros 4 tipos de pizzas:



Pizza col prosciutto cotto - Use a base da margherita e leve ao forno. Quando a mozzarella começar a derreter (uns 10 a 15 minutos), retire a assadeira e distribua o presunto em pedaços por cima. Leve novamente ao forno por mais 5 minutos.



Pizza capricciosa - Os ingredientes são azeitonas pretas inteiros, anchovas em fatias e funghi (pode ser champignon cortados ao meio). Distribuir os ingredientes por cima bem misturados, mas não exagerar na quantidade.

Pizza alla diavola - é uma margherita com o salame picante por cima.

Piazza alla maialona - acrescente à margherita uma salsicha em rodelas, linguiça fresca sem pele e em pedaços, "rasgue" uma fatia de presunto com as mãos. Querendo pode-se acrescentar bacon em pequenas fatias finas e salame em rodelas.

Usem a creatividade e Buon appetito!

.


5 de set de 2010

Mão na massa!


.

Semana passada meu marido e eu fizemos pela segunda vez pasta feita em casa! Fazer a pasta do macarrão não é difícil e tem um sabor todo especial, afinal foi feita por você!!! Então colocamos a mão na massa e preparamos desta vez deliciosos raviolis de ricotta e hortelã.



Acima o spaghetti al pomodoro que preparamos na primeira vez.

Dicas: Primeiro de tudo é importante que os ingredientes sejam todos com temperatura ambiente para que fique mais fácil misturar a massa e obter um impasto liso e homogêneo. Os ovos por exemplo devem ser retirados da geladeira antes. Normalmente não se coloca sal na massa pois ela pode ficar com manchas brancas; para quem quiser colocar sal é importante usar o sal fino. Usar farinha de trigo mole (é a farinha de uso doméstico; ideal para massas, pães, bolos, etc) ou farinha especial (cor bem clara e baixo teor de cinzas). Para o ravioli eu usei farinha de grano duro, caso seja difícil achar eles podem ser feitos com a farinha de trigo normal. O impasto é melhor se trabalhado em lugar frio como mármore, mas uma mesa de madeira também pode servir.


Além de farinha, água e ovos é preciso braço forte para preparar o impasto da nossa massa! Tem a pasta com ovo, sem ovo, com muitos ovos, colorida, etc. Esta é a receita do impasto clássico com ovos, ideal para a maioria dos tipos de massa. Já que estaremos com a mão na massa e já que ela pode ser conservada na geladeira por até uns 4 dias; é melhor não economizar e fazer logo uma boa quantidade.

Receita Ravioli fatto in casa:

Massa
800gr de farinha de trigo de grano duro
8 ovos a temperatura ambiente
2 colheres de café de sal fino
2 colheres rasas de azeite extra virgem

Recheio
450gr de ricotta fresca (colocar por 2 dias na geladeira dentro do escorredor de macarrão com um prato embaixo para ela perder todo o liquido)
150gr de parmigiano ralado
1 ovo a temperatura ambiente
1 colher de café de sal fino
folhas de menta tritadas à gosto

Mãos à obra
(o momento mais importante é o da preparação da massa, para obter uma boa pasta é fundamental que a massa seja bem trabalhada)

Distribuir a farinha na mesa fazendo um buraco no meio. Quebrar os ovos no centro, acrescentar o azeite e o sal. Bater os ovos com um garfo para desfazer as gemas e misturar os ingredientes. Acrescentar aos poucos pegando pela beirada a farinha, depois trabalhar a massa com as mãos recolhendo-a e misturando bem tudo. Trabalhar a massa sempre de fora para dentro, recolhendo toda a farinha. Se a massa desfaz um pouco, basta molhar as mãos com um pouco d'água e continuar misturando. Amasse bem a massa até obter um impasto liso e homogêneo. Em seguida faça uma bola com a massa, coloque em uma vasilha e cubra com um pano deixando repousar por 1h.


Foto: amassar bem a massa, misturando tudo até obter um impasto homogêneo.


Enquanto isso prepare o recheio. Com um garfo misture bem os ingredientes em uma vasilha acrescentando a menta (hortelã) aos poucos. A quantidade de hortelã deve ser suficiente para sentir o seu sabor mas não de forma predominante. Reserve.
Depois que a massa repousar é hora de colocar literalmente a mão na massa. Para quem não tem a máquina de esteder massa vai precisar de um rolo e um pouco de força. Esta parte é fundamental pois a massa deve ser bem fina e a máquina (mesmo manual) ajuda muito. Ok. Digamos que não temos a máquina para estender a massa...


Atenção: a massa deve ser enfarinhada somente de um lado, ou seja, a parte de baixo que apoia na mesa. A parte de dentro onde vai o recheio não deve ser enfarinhada!
Pegar uma fatia de massa e estender com o rolo de macarrão. Estender para todos os lados, procurando formar um retangulo longo (ver foto). Lembre de "esticar" bem a massa, deve ficar fina para não ficar pesada para a digestão. Quando formar o primeiro retângulo, coloquem o recheio lado a lado em distâncias iguais em uma lateral da massa (veja abaixo). Tome cuidado para não colocar perto da beirada nem exagerar na quantidade de recheio ou ficará difícil fechar o ravioli.


Na foto abaixo vocês podem ver também a máquina manual.


A massa não pode secar, por isso o meu conselho é estende-la aos poucos e fazer um retângulo de cada vez. Quando distribuir o recheio ao longo da massa, dobre-a cuidadosamente juntando uma ponta a outra. Unir bem as beiradas fazendo pressão com os dedos para não abrir durante o cozimento.


Ok, a este ponto nosso ravioli está quase pronto! Agora é fechar bem cada ravioli antes de cortá-lo. Na foto vocês podem ver que eu uso o meu dedo fazendo pressão entre um recheio e outro. Observem também na parte inferior esquerda da foto o cortador; quem não tiver um pode usar a faca mesmo. Cortem cada quadradinho lateralmente e se necessário retire o excesso de massa da parte superior.



Com a ponta do dedo façam um buraco de leve no meio do ravioli sem furar (ver foto abaixo). Recomem o processo novamente; cortar um pedaço da massa, estenteder com o rolo, rechear, fechar e cortar em quadrados. Não se assustem, vai ter ravioli para dar e vender! Para reservar o ravioli e comer em um outro momento basta colocá-lo em uma bandeija coberta com a farinha de trigo (sem economizar, pois pode acabar grudando no fundo e estragando todo o trabalho). Distribua o ravioli um ao lado do outro e jogue um pouco de farinha por cima. Para não secar, cubra bem com um papel de cozinha e deixe na geladeira por até no máximo 2 dias.



Uma maneira de saborear melhor o ravioli é fazer com manteiga e parmigiano, mas o meu molho preferido é al pomodoro (molho de tomate feito em casa). O Ravioli feito em casa demora mais para cozinhar, uns 10 minutos mais ou menos. Coloque bastante água na panela e sal a gosto.



Buon appetito!
:)



.